Cante sem chorar!

4.10.09

Momento de sufoco

Foi altamente desesperador realizar o trajeto entre a concessionária Ford e a academia (um na zona sul e outro na zona norte da cidade), enfrentando o rush das 18h de sexta-feira, com uma vontade tresloucada de fazer xixi. Como não nasci com a capacidade masculina de se aliviar em qualquer lugar (nessas horas morro de inveja dos homens, mas só nessas horas!), eu estava simplesmente fazendo um show de contorcionismo dentro do carro. É engraçado, porque nessas horas todos os sinais ficam vermelhos, todos os lerdos resolvem cruzar meu caminho, ônibus quebram. E eu suando as bicas, utilizando toda a musculatura possível para não fazer xixi nas calças. Em um momento, meu celular tocou. Eu disse um "Alô" meio barril de pólvora prestes a explodir. A pessoa do outro lado começou a falar qualquer coisa e eu já emendei um "AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!!!!!!!!". Não sei como a pessoa não chamou a polícia, pensando que eu estava sendo esfaqueada! Achei que chegaria a tempo na academia, mas vi que não seria possível nem por um decreto. Então resolvi parar no posto ali perto, que eu sempre paro para comer os tradicionais pães de queijo. Parei o carro e pensei: "Será que consigo descer do carro e ficar de pé? A força da gravidade pode pôr tudo a perder". Como não tinha saída, aceitei o desafio. Fui andando com as pernas trançadas até a lanchonete para pedir a chave. Com o rosto pingando de suor, eu pedi: "Alcides, queria a chave do banheiro". E ele: "Uma moça acabou de ir, deve estar lá!" NÃO! NÃO! NÃÃÃÃÃÃO!! Fiquei parada na porta, dando curtas andadinhas pra lá e pra cá, fazendo um papel ridículo. E nada da menina sair. Quando eu estava quase derrubando a porta com um golpe samurai, ela resolveu sair. Eu simplesmente entrei dentro do recinto feito uma jamanta desgovernada, mas... consegui... aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!!! Qdo entrei no carro de novo, acho que mal conseguia respirar. Eu estava inteira suada e nem tinha ido para a academia ainda. Falta pouco para eu começar a usar fraldas geriátricas!
E aí,Exagerado,também acontece comigo coisas tipo "Murphy me persegue",viu?

6 comentários:

Pati Araújo disse...

Olá,

Passeando pela blogosfera cheguei aqui e gostei muito do teu espaço, ri muito dessa sua postagem e lembrei dos meus momentos de "aperto" rsrsrsrs

Beijo e ótima semana!

Jou Jou Balangandã disse...

Nossa, que aperto! Eu tb já passei por isso, e vc chega até a tremer! Bem que os pais tentam nos ensinar a ir sempre no banheiro antes de sair de casa, né?

Beijinhos

Marisa disse...

Oi,Pris
Menina,já aconteceu comigo....só que eu não aguentei e acabei me molhando toda....ainda bem que já estava perto de casa e fui assim mesmo!E olha que eu estava a pé,hein..rsrsrs
Olha,dei uma repaginada no meu blog .Vou continuar com debates,mas vou escrever tb toda semana,coisas do meu cotidiano.Mudei até o tamplate!Sou uma camaleoa ,já percebeu?
Beijo

Chica disse...

Puxa e isso é dose!!!E quantos apertos desses passamos,não? Pior é quendo é o nº 2,rsrsrs...beijos,tudo de bom,chica

BETH ANAND disse...

Oi,Pris
Menina,que situação!!!!Não sei se aguentaria!Mas,o jeito que vc contou foi mais engraçado....parecia mesmo o Bruno contando!!rsrsrssr

Beijoa

michely321@hotmail.com disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ri muito imaginando a cena.
Mas minha mente diz sempre;Que não tem nada tão ruim que não possa piorar.
Lembrei de uma amiga q não teve tanta sorte...e levantou a saia no meio da praça atrás de uma árvore.
O detalhe é q não deu tempo de tirar a calçinha...rsrsrsrrs.

Na hora fiquei com pena,mas não aguentei e sorrir moitooooooo!