Cante sem chorar!

4.11.11

Mudei


Demora mas muda...
a mudança lenta, morosa...
devagar, quase estagnada.
mas um dia muda.
e é sempre um susto quando percebo a mudança, mesmo que tenha demorado dias seguidos de pensamentos... semanas entre caixas e coisas fora do lugar... anos de puro planejamento.
e muda.
e muda.
e fico muda!
dá medo tudo isso... quase em estado de choque...
e sinto necessidade de mudar tudo...
de me virar do avesso, limpar tudo por dentro com bastante água e sabão, um grande rodo, um escovão e aquele produto que deixa tudo branquinho de novo e depois passar um bom inseticida só para garantir que peste nenhuma possa me atrapalhar no novo.
Vontade de falar que MUDEI!
e mudei mesmo! é isso...

4 comentários:

Vinicius disse...

A senhorita não me respondeu se vai aceitar o livro (que quero lhe dar com todo o carinho deste e do outro mundo). Eu e você estamos em harmonia. Eu estou mudando de casa (amanhã) e também estou mudado. Mudar dá a ideia de deixar algo; eu diria que nós estamos evoluindo, talvez, como dizia Raul Seixas "uma metamorfose ambulante." E eu ainda quero ir caminhar por estes teus lados, olhar o mar, o nascer e o descansar do sol, se for possível ver-lhe o rosto, ouvir-lhe a voz. Como dizia Heraclito "nada dura tanto, exceto a mudança."

Beijo.

Márcio Luiz Soares disse...

Boa essa! Curti! Uma faxina e tanta!! rs
Moça, mandei mensagem pra vc no prisbonequinha@hotmail.com, mas voltou. Tem outro? O meu e-mail é marcioluizrp@gmail.com, aguardo resposta, ok?
Bj

João Moreira disse...

Olá anjo,
É normal e é gratificante cada mudança nossa, a diferença é se nos apercebemos dessa mudança, se é de nossa vontade e se nos traz sentimentos.
Espero que aprecies e acompanhes essa mudança. Muda mas sem mudar tudo.
Fica bem amiga
Beijinho doce

Vinicius disse...

Pris, lê no Folhas Avulsas os dois últimos poemas. O "Noturna" eu compus pra ti, lê o primeiro comentário.

Abraço.