Cante sem chorar!

3.7.08

Canção das Mulheres

Sem muita inspiração para atualizar meu Blog,resolvi ler Lia Luft,autora de belos textos sobre o ser humano.E achei "Canção das Mulheres".E,quero dividir com vocês:

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.
Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.
Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.
Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''
Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.
Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.
Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.
Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

9 comentários:

Lana Haydée disse...

delícia de texto!
engraçado essa coisa de blog: parece q tm dias q todo mundo escreve sobre a mesma coisa... Acabei de ler um post sobre o mesmo assunto em outra página.. rsrs
Isso prova o qnto ainda somos iguais...

Muito obrigada pela visita aos meus "segredos". Mais obrigada ainda por me "ceder" o meme.

Só pra constar: te adicionei à minha lista de blogs.

Bjim.

"Rafaela Pimentel" disse...

Texto relamente gostosinhU^^
amei mesmo de coração =]

BjinhU

BRUNO LEONARDO disse...

OI,linda

É sempre bom a gente saber..por mim,juro que vou tentar!!rs
Quanto ao que insinuou no seu comentário lá no meu Blog...com ia te chamar??Vc não está em Brasília,louca?rs


bjs

Lomyne disse...

Como mulher, agradeço as palavras... com licença, acabei de ficar me achando... hehehe

Patrícia Andréa disse...

Ah, legal!
E viva nós, mulheres!
Bjus!!

Paula Basques disse...

Oie, mais ou menos de volta e atualizando as visitas!

beijos!

Aline disse...

Oie

legal..creio que vou imprimir para mostrar a alguém..rs

bjs e apareça,né??

Débora disse...

Boa noite,miga

Eu conhecia esta obra da Lia..adoro!


Bjs

Vênus disse...

Adorei essa canção!

Sabe com que mais identifiquei?
"Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso."
Tenho óoooodio!

bjs